Texto aleatório de um momento confuso

foto tirada por mim

Você já sentiu como se não fizesse parte do lugar que está? 
Já teve vontade de sair correndo pelo mundo, só correr e parar em um lugar qualquer quando suas pernas cansarem? Ultimamente ando me sentindo assim, como se não fizesse parte de nada mas ao mesmo tempo sabendo que eu faço parte de tudo é uma confusão sem fim

Me sinto perdida por saber o que eu quero mas por não ter as maneiras de ter o que eu quero, é confuso, eu sei. Imagina, você quer muito uma coisa mas não tem artifícios pra ter essa coisa, é assim que eu me sinto. Tenho tudo nas mãos mas ao mesmo tempo eu não tenho nada isso parece com uma música mas no momento é só o que eu estou sentindo. Penso muito se o que estou passando e sentindo faz parte da crise dos 20 e poucos anos mas não faz sentido, talvez seja esse meu signo, gêmeos né, quer tudo e em questão de segundos não quer mais nada. Tenho as pernas curtas mas quero alcançar distâncias extremas na qual minhas pernas não conseguem alcançar.  

Esse texto vai ficar sem sentido, igual a mim, igual ao que sinto mas só quero escrever e colocar pra fora toda essa confusão dentro de mim. Tenho sempre a mesma resposta quando em abro com alguém, "isso tudo o que você está sentindo é por causa do momento em que estamos vivendo e blá blá blá" mas sinceramente, não é nada disso. Eu sempre fui essa confusão, sempre quis muita coisa, sempre senti muita coisa e sempre fiz muita coisa mas por mais que eu atingisse o meu extremo em tudo, ainda não era o final daquilo. É como se fosse uma fase surpresa de um jogo difícil. 

Me julgo muitas vezes por ter 27 anos sim, eu tenho isso tudo mesmo parecendo ter 15 e não saber bem o que eu quero da vida, eu sei o que eu quero mas eu não consigo ter ou ser quem eu quero. É nesses momentos que me bate uma bad, parece que eu estou em outro universo e que sou uma impostora. Me sinto assim na maioria das vezes, impostora. Eu sou grata pelas coisas que conquistei até hoje mas sempre penso que será que é isso mesmo que deve acontecer na minha vida, eu sempre estou pensando, talvez esse seja meu defeito. 

Sempre dou meu máximo pra alguém ou pra algo, o que consigo sempre são migalhas ou pedaços cortados igualmente, que são dados à mim por vez. 

Se você me perguntar onde eu me vejo daqui alguns meses ou anos, terei a resposta na ponta da língua mas eu não sei se depende só de mim conquistar isso. Eu desejo tantas coisas, tenho tudo anotado certinho em um caderninho pequeno mas tenho medo que não passe de anotação. 

Enquanto eu escrevo isso, sinto como se eu estivesse em um universo paralelo ao real em que estamos, é como se tudo estivesse fora do lugar e eu preciso arrumar as coisas. Fico pensando se não tenho crise existencial mas acho estranho na idade que eu estou ter esse tipo de crise, sempre escutei que pessoas com a minha idade sabem o que querem, estão trabalhando ou estudando o que querem e eu não sei o que quero, na verdade, sei mas não entendo o sentido de nada. Me questiono sempre do porque de algo acontecer fora do que eu planejei ou como é a vida. 

Todo dia tento trabalhar essa auto crítica de como eu vivo, penso e vejo as coisas. Sempre que olho algo ou penso, eu questiono o motivo daquilo, eu só queria uma resposta clara e real. Nada do tipo "ah porque Deus quis" por favor né. 

Essas minhas auto críticas não me deixam triste, está mais pra desanimada, confusa ou pensativa demais. Eu nunca estou satisfeita com a resposta porque sinceramente, parece que as pessoas tem medo ou não sabem do que estão falando, pra tentar te ajudar com sua dúvida, elas falam qualquer coisa que de alguma forma na mente delas ira saciar a sua vontade por uma resposta. Não adianta me falar "a resposta está dentro de você" que bosta, eu sou tipo um buraco negro, eu me jogo de cabeça e não consigo chegar no fim. 

Um texto aleatório de um dia aleatório. 

2 Comentários

  1. Eu poderia dizer que possui a mesma ligação que você. Porque sou confusa desde que me entendo por gente. O que vivemos nós torna confusos se não tivermos inteligência demais para distinguir algo. Então é compreensível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é bem complicadinho, eu sou muito ligada a espiritualidade e saber algumas coisas meio que faz um pouf na mente porque no fundo tem coisas que não precisam ser respondidas mas somos humanos né. Bom saber que não sou a única pessoa perdida e confusa rs.

      Kisu.

      Excluir

Contact Form (Do not remove it)